Poesia Fandango  

Nitheroy Ribeiro
gentileza do tal de Beto Coelho!

I

Puxei p'rá riba as esporas
farpentas que nem ouriço
entrando no rebuliço
já me botei campo fora

Não tinha apresentação
e se tirava a gandaia
qualquer um rabo de saia
que pisasse no salão

Logo nos primeiros passos
fiquei como mosca tonta
quando me dei pela conta
que tinha errado o meu laço

Era eguita rabicana
meio maceta e lunanca
mais dura do que uma potranca
clinuda que nem cigana

Soltei assim como veio
perto de um fardo de alfafa
quando um zunir de garrafa
partiu o lampião ao meio!

Ferveu gente na peleia
'stava formado o bochincho
e a matungada em relincho
fazia a coisa mais feia.

Se naquele sumidouro
Não fosse o dia clareando
Ainda estava brigando
Com meu facão cabo de ouro!