Poesia Birras  

Moacir D'Avila Severo
gentileza de Jorge Mondin

Minha velha, pega a cuia,
Vamos matear, só nós dois.
A vantagem destas brigas
É o perdão que vem depois.

Hoje velhos, não devemos
Andar semeando espinhos,
Se até descalços podemos
Trilhar o nosso caminho.

Por ser maduros sainamos
Que nossa idade avançou.
Arrelias são manias
Que o tempo, ao passar, deixou.

Temos que pensar no dia
Que a um de nós chegar o fim.
Eu serei nada sem ti.
Serás metade sem mim.

Os filhos, após crescidos,
Foram buscar seus espaços.
Restando somente nós
Prá viver a quatro braços.

Anda velha, pega a cuia.
Vamos matear em louvor
De estarmos, os dois juntinhos,
Vivendo as birras do amor.