Poesia Lá nas Contendas  

Léo Ribeiro de Souza
gentileza de Rodrigo Canani Medeiros

Ruas talhadas no bater de cascos,
casebres toscos, num dos quais nasci,
xirús campeiros de estampa honesta
de um telurismo que igual não vi.

É assim contendas, que ainda tem no más
resquícios largos do sistema antigo.
Se usa avio para acender um pito,
se estende a mão para saudar um amigo.

E hoje quando aí boleio a perna,
sinto o Rio Grande de meus ancestrais
aonde a honra avalizava um homem,
aonde os filhos davam louvado aos pais.

Matas fechadas de pinheiros natos,
rios que deslizam pelas pedras lisas,
vim dar no mundo neste ventre guapo
melhor nascente um taura não precisa.