História Os símbolos do Rio Grande do Sul  

História do Rio Grande do Sul
Telmo Remião Moure
Editora FTD S.A.

A Lei estadual de número 5213/66 define e regula os símbolos oficiais do Rio Grande do Sul. São eles: a bandeira, o hino e as armas. O movimento armado dos farrapos contribuiu de forma expressiva nas decisões que norteiam os símbolos oficiais do Rio Grande do Sul.

A bandeira, originalmente, só apresentava os três panos de cores verde, vermelho e amarela. A partir de 1889, quando os republicanos assumiram o poder político do estado, foi incluída uma elipse vertical em pano branco, no centro, onde estão as armas, de profunda inspiração positivista.

Quanto ao hino, o artigo sétimo da Lei determina "...o que se compõe da música de Joaquim José de Mendanha, com harmonização de Antônio Corte Real e orquestração do mesmo para piano, orquestra e banda, com versos de Francisco Pinto de Fontoura, estes de forma abreviada consagrada pelo uso popular; a primeira a última estrofes do poema original com o estribilho".

[Topo]